Impresso em: 06/12/2021 22:56:46
Fonte: http://senar-to.com.br/noticia.php?l=3a5e191cd91f868b8457fe965a07e69d

Fazenda ť transformada com a chegada da AssistÍncia do Senar

15/09/2021 19:51:18

É com um sorriso largo no rosto que o produtor rural, Edson Dias lembra quando pensou em desistir da atividade pecuária. A alegria se justifica porque o desânimo passageiro foi apenas uma etapa antes dos primeiros resultados da Assistência Técnica e Gerencial do SENAR surgirem. O produtor rural apostou na transformação da fazenda “Vaca Morta”, localizada no município de Ponte Alta do Bom Jesus, mesmo mantendo o nome da propriedade que remete a um tempo que ficou pra trás.

Antes da ATeG, um dos problemas que o produtor enfrentava era a perda de animais por conta de doenças. “Trabalhava sem conhecimento, não tinha estrutura e o gado vivia doente”, contou o produtor. No entanto, segundo o técnico de campo, Osmir Júnior, foi possível identificar logo de cara que existia tanto problema na qualidade da água como na alimentação do gado. “Os animais adoeciam por problemas na água que bebiam da barragem e que não tinha qualidade, resultando em muitas verminoses”, lembra. Para estancar os problemas e iniciar a virada na propriedade, as nascentes foram cercadas e arborizadas e foram construídos seis bebedouros que passaram a oferecer água de qualidade para os animais. Apesar dos investimentos, os custos de produção diminuíram com a redução drástica de gastos com medicação e tratamento dos animais.

A chegada do Senar também proporcionou avanços na qualidade da alimentação do gado, com a introdução de silagem de fabricação própria. Atualmente são produzidos cerca de 2 mil sacos de silagem por ano, que atende bem a demanda da fazenda no período da seca. “Antes nós trabalhávamos com forrageira, todos os dias tínhamos que cortar e levar para o gado, um trabalho diário pela manhã e pela tarde e bem cansativo. “Com o início da fabricação de silagem, além de garantir mais fonte nutricional para os animais, conseguimos ter mais tempo para organizar outras atividades da fazenda”, pontuou o produtor.

O produtor rural também teve o apoio da ATeG do Senar nos ajustes da suplementação animal, na recuperação das pastagens, na construção do poço artesiano e na gestão e controle da propriedade. Foi quando o produtor Edson e a família dele perceberam a diferença no trabalho e que o esforço estava sendo recompensado. “Quando chegamos aqui na fazenda, encontramos um produtor desmotivado, querendo desistir, mas hoje colhemos os resultados da dedicação e persistência. A lotação animal da pastagem destinada ao gado de corte aumentou de 88 para 120 animais, uma evolução que estava distante da realidade do produtor e só foi possível com o SENAR”, afirmou o técnico de campo.

Para conhecer mais sobre o programa de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, acesse nosso site. Fique por dentro também de todas as informações relacionadas ao agro. (www.senar-to.com.br / www.faetrural.com.br ).